Novo Urbanismo. Cidades de pedestres

Extraído de http://www.newurbanism.org/pedestrian.html

Traduzido por Silvio Colin

Imagem <www.newurbanism.org>

Projetar grandes áreas para o conforto e prazer do pedestre é um dos aspectos mais importantes de Nova Urbanismo.  Os melhores lugares do mundo para se viver são cidades com redes inteiras de ruas sem carros, conhecidas como cidades de pedestres.

Imagem <www.newurbanism.org>
As cidades de pedestres crescem em popularidade pelo mundo afora. A incrível beleza, prazer e conveniência de uma rede conectada de ruas pedestres e praças proporcionada aos moradores diáriamente é insuperável. Ser capaz de andar por de lojas, restaurantes, quiosques, cafés e mercados ao ar livre em bairros sem automóvel e centros de trabalho oferece a mais alta qualidade de vida, e acrescenta uma grande variedade e vitalidade a uma área da cidade. Jane Jacobs chama isso de “uma diversidade intrincada e compacta de utilizações que propiciam apoio recíproco, tanto econômica e social.” Há uma demanda crescente de bairros inteiros da cidade para pedestres, e diretamente ligado a uma linha de trem.
Veneza. Vista aérea

Veneza é considerada a maior cidade dos pedestres do mundo, pois contém a maior rede de calçadas totalmente livre de carros. A cidade inteira não tem carros que operam em suas ruas. Apesar da densidade, é a mais relaxante e agradável cidade do mundo.

Copenhague. Rua Stroget. Imagem <www.e-architect.co.uk>
Copenhague é outra das maiores cidades para pedestres do mundo. A recente edição da revista «Metropolis”  aborda sua crescente rede de ruas para pedestres. Embora seja abençoado com determinadas características herdadas – como uma grade estreita de ruas medievais – a cidade vem trabalhando continuamente para melhorar a qualidade da vida nas ruas. Nos 40 anos desde que a rua principal de Copenhague foi transformada em uma via de pedestres, os planejadores da cidade têm dado muitos outros  pequenos passos para transformar a cidade em um lugar mais amigável para o pedestres e menos orientada para o carro. “Em Copenhague, fomos pioneiros de um método de sistematicamente estudar e gravar o testemunho de pessoas na cidade”, diz Jan Gehl, um arquiteto dinamarquês e co-autor de ‘Public Spaces – Public Life’ (Espaços Públicos-Vida Pública), um estudo sobre o que faz com que os espaços urbanos da cidade funcionem . “Depois de vinte anos de pesquisa, fomos capazes de provar que esses passos têm criado quatro vezes mais qualidade para a vida pública.”

A seguir, o programa de 10 passos  de Copenhague para uma cidade mais segura para os pedestres:

Copenhague. Rua Stroget. Imagem <fashionlvr.com>

1. Converter ruas em vias de pedestres
A cidade transformou a sua rua principal tradicional, Stroget, em uma via de pedestres em 1962. Em sucessivas décadas, gradualmente acrescentaram-se  mais ruas exclusivas de pedestres, ligando-as às ruas com prioridade de pedestres, onde os caminhantes e ciclistas têm direito prioritário de passagem, mas os carros são permitidops em baixas velocidades.

2. Redução gradual do tráfego e estacionamento

Para manter o volume de tráfego estável, a cidade reduziu o número de carros no centro da cidade, eliminando os espaços de estacionamento a uma taxa de 2 a 3 por cento ao ano. Entre 1986 e 1996, a cidade eliminou cerca de 600 espaços.

3. Transformar lotes de estacionamento em praças públicas

A criação de ruas de pedestres  diminuiu a necessidade de estacionamentos, possibilitando a cidade transformá-los em praças públicas.

Imagem <2headedturtle.files.wordpress.com>

4.  Manter a escala densa e baixa

Edifícios densamente espaçados  e de baixa altura permite melhor ventilação natural fazendo com que o centro da cidade, tenha clima mais ameno e menos vento do que o resto de Copenhague.

5. Honrar a escala humana

A modesta escala da cidade e sua malha de ruas fazem  a caminhada uma experiência agradável, e, com seus prédios históricos, com as suas rampas, toldos e portas, proporcionam às pessoas lugares imprevistos para repousar e se sentar.

6. Habitar o Centro

Mais de 6,8 mil moradores vivem agora no centro da cidade. Eles eliminaram a sua dependência de carros, e à noite, as suas janelas iluminadas, dão aos pedestres visitantes um sentimento de segurança.

7. Incentivar a vida de estudantes

Os alunos que vão para a escola de bicicleta não contribuam para o congestionamento do tráfego. Ao contrário, a sua presença ativa, dia e noite, anima a cidade.

8. Adaptar a cidade ao mudança das estações

Cafés nas calçadas, praças públicas, além de artistas de rua, atraem milhares no verão; pistas de skate, bancos aquecidos e aquecedores de gás nas esquinas fazer os invernos no centro da cidade agradáveis.

9. Promover a bicicleta como principal modo de transporte

Copenhague. Imagem <www.e-architect.co.uk>

A cidade estabeleceu novas pistas para bicicletas e estendeu as já existentes. Colocaram-se passagens para bicicletas – utilizando o espaço liberado pela eliminação de estacionamentos – próximoas aos cruzamentos. Actualmente, 34 por cento dos habitantes de Copenhague que trabalham na cidade  usam a bicicleta ir para para os seus empregos.

10. Disponibilizar bicicletas

A cidade criou o City Bike sistem em 1995, que permite a qualquer pessoa tomar emprestada uma bicicleta em quiosques. Quando terminam, eles simplesmente a devolvem em qualquer um dos 110 stands próximos do centro da cidade e seu dinheiro é reembolsado.

Qualidade de vida

O Novo Urbanismo está criando  e restaurando cidades diversificadas e compactas, utilizadas por pedestres, que permitem uma maior qualidade de vida, oferecendo novas opções.

Lugares urbanos amigáveis para o pedestre

Este é o ambiente de mais alta qualidade de vida possível. Ele inclui uma ampla gama de serviços dentro de uma caminhada de 5 a 10 minutos a pé de cada residência. No mínimo, isto inclui supermercados, delicatessen, padarias, bancas de jornal, bares, stands de produtos hortícolas, mercados ao ar livre, serviços pessoais, parques e jardins. Uma gama completa de entretenimento e atividades culturais também são desejáveis, tudo em uma atmosfera amigável e atraente.

Algumas cidades européias são bons exemplos de formas de vida amigáveis para o pedestre. Veneza é o melhor exemplo disso, pois os carros nunca foram autorizados a entrar na cidade – a cidade inteira é composta de todas as ruas de pedestres. Veneza também tem o mais completo, mais variado e bonito tecido urbano contínuo. Cada bairro tem sua própria praça central ou campo que age como o seu coração e sua alma. Tudo está a uma curta distância de todos os moradores e oferecem uma gama completa de serviços, bem como as interações sociais.

Cidades como obras de arte

A combinação de bela arquitetura e  sábio urbanismo cria os mais belos lugares para se viver, lugares que expressam uma vida de riqueza e tradição, e funcionam como um palco confortável para o drama da vida.

Lugares livres de perigo e toxinas

Imagem www.newurbanism.org

Um ambiente que oferece uma elevada qualidade de vida é um lugar livre de ruído, poluição, toxinas, radiação e perigo. Isto inclui a segurança nas ruas onde todos podem caminhar, respirar ar puro, dispor de água e alimentos limpos e saudáveis.

Um sistema de transporte seguro, confortável e eficiente


Imagem <www.newurbanism.org>


Uma parte integrante de um ambiente de alta qualidade é um sistema de transporte de qualidade que todos podem usar para chegar facilmente a nível local e regional.

Anúncios

2 Respostas para “Novo Urbanismo. Cidades de pedestres

  1. Uau! Os urbanistas precisam se inspirar em planos assim. Chega de rodoviarismo, engavetamentos e engarrafamentos! Arg!

  2. Gostei do artigo. Parabéns pela pesquisa. Me inspirou a buscar mais informações de discutir o tema em minha cidade. Abs.
    Alexandre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s